segunda-feira

CONVITE CULTURAS HABITADAS




Culturas habitadas

Modos de ser e ver

O caso de Pinhal Novo

De

Aleksandra Chomicz

CONVITE

Para o lançamentodo livro

Culturas habitadas

+

Performance

dos

INTEIROS

Dia 7 de Dezembro 2005 as 21horas

Auditório da Junta de Freguesia de Pinhal Novo

11 Comments:

Anonymous Maria do Céu Costa said...

Obrigada pelo envio do seu email, o qual segui e aqui estou a visitar o seu blog. Reparo que é um blog com grande divulgação de cultura, algo que faz falta nesta nossa sociedade. Parabéns, continue. Virei cá mais vezes. Beijinhos.

11:54 da tarde  
Blogger Su said...

obgda pelo e.mail, tal como a maria do céu, vim cá ter e gostei do que li
voltarei
jocas maradas

8:02 da tarde  
Blogger Vagabundo said...

Não recordo de quem sugeriu a visita ao teu espaço dedicado á Cultura, que reconheço já andou pior, mas poderá melhorar ainda mais.
Exige-se mais ação!!!!!!

Abraço
Vagabundo

8:33 da tarde  
Blogger Zuriñe Vázquez said...

Muchas gracias por tu visita a mi blog. Foto muy interesante, como una pintura. Invitada me siento al convite de culturas. Beijos

6:41 da tarde  
Blogger A.J.Faria said...

É sempre gratificante conhecer um novo blog e encontrar qualidade e uma preocupação pela cultura.
Gostei, e vou voltar mais vezes!
Obrigado pela visita!
Espero que se torne frequente doravante!
Um grande abraço,

9:34 da tarde  
Blogger TR said...

Obrigada pelo convite e pela visita!!

TR

11:56 da tarde  
Anonymous victor fernandes. said...

Ouvi na rádio104.08 que penso se situa em Alcochete, o Programa As Horas do Improviso.
Com Apresentação de Paulo Nobre, ouvi falar de "Culturas Habitadas".
Gostei muito de ouvir a Aleksandra Chomicz, falar de cultura, é preciso mais iniciativas culturais e também muita mais educação das artes. Gostei de aquele momento de poesia que e feito com muita vida.

11:37 da tarde  
Anonymous NasHoras said...

No próximo dia 7 de Dezembro na Junta de freguesia vai estar uma iniciativa que eu desde já saúdo com alegria, pois acho que esta é mais uma prova que neste Pinhal Novo existem movimentos de intenção cultural, feitos numa terra que hoje mistura o sabor da diversidade e da modernidade a um ritmo fugaz.
Mas não, pois... ainda existe quem não veja.
Esta iniciativa é na Junta tal como podia ser na antiga "Mitra", pois o que é mais importante realmente é falar de cultura local e contribuir para novos rumos onde é fundamental o papel do dialogo e a abertura das diferentes perspectivas.
Não se pode tentar encontrar sempre o culpado para criticar nem desprezar quem fala diferente e sente diferente pois o caminho, é por aí mesmo.
Espero ler o livro, felicidades.

2:02 da manhã  
Blogger MRA said...

Obrigado por gostar das fotos!

è bom abrir as portas a culturas diferentes, só assim nos abrimos para a realidade!
Abraços e até breve

2:10 da manhã  
Blogger vitorino coragem said...

Boa sorte amigos...eu estarei em espírito convosco. Vamos conquistar o Mundo Inteiro!

Abraço!

7:07 da tarde  
Blogger vitorino coragem said...

portugal dos artistas
ser artista em portugal
é ser revista, é ser jornal
é ser plástico, cartão de militante original
pechisbeque com sorriso de comerciante

ser artista em portugal
é esticar o salário até ao armistício do tempo
é fugir aos impostos numa lata de conserva
é ter a inocente voz de criança que diz merda

ser artista em portugal
é desejar a morte quando se nasce
é ter uma estátua numa aldeia que foi cidade
é crescer sem elogios...apenas com a ideia da saudade

ser artista em portugal
é ter sobrevivido num país diferente
é ser girassol, se for preciso da lua
é ser distraído, idealista, oportunista, otário...um palhaço de rua

ser artista em portugal
é fugir da agitação político-social
é não gostar de ver futebol e novelas
é vender as suas obras no natal
é não ter prática de acender velas

ser artista em portugal
é viver intensamente com os pais a arte
é pedir um subsidio à mulher e ao estado outra parte
é gostar do jardim de narcisos, de palmadas nas costas
é gastar as palavras ao ponto de ficarem mortas

ser artista em portugal
é fumar ganzas, respirar pó, assinar tinto
é gostar de ser diferente para marcar a semelhança
é ser desorganizado, enjoado, mas não drogado
rejeitar a herança de ser um miserável ser abandonado
é ser infeliz sem bandeira, sem cachecol
eu não sou artista
eu gosto de ver novelas e futebol

vitorino coragem

7:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Free Counter
Free Counter Estou no Blog.com.pt