segunda-feira

UM ACTO CHAMADO DIVERGENTE


O entendimento em arte tem um acto chamado divergente. Nele, o pensamento se descobre em diferentes lemes, tem vários pontos de referência, não usa um processo bem-comportado. Todos temos a alcançar se nos abrirmos um pouco para esse modo de pensamento. A formação em artes é importante também por outro motivo: ela abre cabeças. A arte dá mais instrução, coloca a pessoa diante de coisas que ela não espera, agita com ela. Parece-me que isso é muito importante para o ser humano hoje, seja de que âmbito ele for.

6 Comments:

Anonymous manuel poppe said...

Cultura, Kitsch e Poder
Pois senhores do Poder que condicionam a nossa vontade ao princípio cultural da funcionalidade da máquina capitalista selvagem (e não de um capitalismo ético) percebam o imediato.

2:39 da tarde  
Anonymous a. domingos said...

O pensamento funcionalizado é convergente, dirigido á materialidade, ao design da aculturação e não á real criatividade que gera a verdadeira cultura.

2:42 da tarde  
Anonymous tiago rodrigues said...

O acto artístico e o processo da criatividade é pensamento divergente do senso-comum duma determinada época, sem qualquer objectivo funcional ou de repetir ou preservar o já existente, sendo um motor da espiritualidade

3:13 da tarde  
Anonymous jõao louro said...

O pensamento convergente sem uma componente de criatividade ou de pensamento divergente, conduz à estagnação moral, social e do progresso tecnológico.

-Foram os rasgos criativos de alguns que tornaram possível o progresso ou a antevisão de novas invenções tecnológicas e revoluções científicas

3:21 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Homem sem uma sólida espiritualidade não consegue gozar a materialidade ou evoluir

6:42 da tarde  
Blogger sem cantigas said...

gosto deste!

10:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Free Counter
Free Counter Estou no Blog.com.pt