terça-feira

TEATRO MUNICIPAL DA GUARDA




Qua 30 Nov_Pequeno Auditório_21h30_3€_30m + 30m_M/16 Poesia/performance Dismorfose uma performance cinevocovisual por Manuel PortelaBartolomé Ferrando [Espanha]Dizsonante [sound poetry . sound art . performance . spoken word . oralidades]

Em dismorfose, de Manuel Portela, a dislalia e a disgrafia são usadas para deformar certos discursos de produção do sujeito e dos seus modos de sentir e de pensar. Colhidos na grafosfera e na verbosfera da imprensa escrita e dos meios audiovisuais, os fragmentos discursivos são corroídos por um conjunto de técnicas poéticas de destruição do sentido. Acção ao vivo, poesia sonora e poesia cinética combinam-se numa dismorfia de um mundo saturado de linguagem gerada pelas indústrias de produção simbólica.

Bartolomé Ferrando é performer e poeta visual. Estudou música e filologia hispânica. É professor titular de performance e arte na Facultad de Bellas Artes de Valencia. É fundador da revista Texto Poético. Como performer participou em festivais da Europa, Canadá, México, Japão, Coreia e Chile. Já expôs a sua poesia visual e concreta em diversas cidades de Espanha, Itália e França.


Para mais informação contactar:Gabinete de Comunicação e Imagem do TMGRua Batalha Reis, nº12, 6300-668 Guarda
Free Counter
Free Counter Estou no Blog.com.pt